Quem Somos

People-sharing

A conversa é um espaço de formação, de troca de experiências, de confraternização, de desabafo, muda caminhos, forja opiniões, razão porque a Roda de Conversa surge como uma forma de reviver o prazer da troca. No contexto da Roda de Conversa, o diálogo é um momento singular de partilha, uma vez que pressupõe um exercício de escuta e fala. As colocações de cada participante são construídas a partir da interação com o outro, sejam para complementar, discordar, sejam para concordar com a fala imediatamente anterior. Conversar remete à compreensão de mais profundidade, de mais reflexão, assim como de ponderação, no sentido de melhor percepção, de franco compartilhamento.

O hábito da conversa ajudava as historias a serem  passadas de geração em geração. Era assim que os vizinhos se conheciam e criavam laços que duravam anos. Era assim que os mais novos conheciam sua cultura, sua identidade, era assim... O tempo acabou levando com ele esse hábito da conversa fácil e, na era digital, as palavras ouvidas estão dando lugar às palavras lidas em dispositivos móveis e em relações virtuais, mas a vontade de ter uma conversa amigável e enriquecedora ainda existe... É aí que entra o Jogo de Damas !

Luciana & Bianca

Bianca Borin Arantes

Profile

Olá, sou Bianca Borin Arantes, advogada de formação, terapeuta floral apaixonada por terapias alternativas, casada e mãe de duas meninas lindas (Bruna e Isadora).

Como toda mulher contemporânea, sentia que o meu “ser pensante” precisava trabalhar e não só engatar primeira e deixar a vida correr no piloto automático.

Foi quando de uma despretensiosa conversa, começamos a reunir algumas amigas e escolher temas para debatermos em grupo. A ideia foi amadurecendo, as pessoas foram gostando do estilo de abordagem e assim, eu e minha parceira e amiga Lu resolvemos “profissionalizar” o negócio.

Fizemos curso de Roda de Conversa e  com a experiência do direito em arbitragem e mediação surgiu o “Jogo de Damas”. Delicie-se. Aventure-se. Pode chegar, você está em casa!

 

 

 

Luciana

Meu nome é Luciana, tenho 39 anos, sou casada e tenho um casal de filhos. Sou veterinária de formação, adoro fotografia e tenho mania de questionar, pensar e filosofar a todo instante.  Tenho opinião sobre tudo e ao mesmo tempo muitas incertezas.

Não sou adepta da astrologia, mas aquilo que mais me define é meu signo. Sou geminiana. Dualidade em pessoa. Uma pessoa só querendo fazer mil coisas sem saber exatamente àquilo que é mais importante. E principalmente duas pessoas dentro de uma, tentando achar o equilíbrio entre opiniões tão diferentes sobre o mesmo assunto.

De vez em quando me deparo com um filme, documentário, um livro ou até noticias e reportagens que me tocam de alguma maneira, e que me fazem refletir e até rever minhas atitudes. Queria uma oportunidade de discutir sobre essas coisas. Não seria bom se existisse um lugar para debater esses assuntos?  Para mim, os encontros com minhas amigas sempre foram oportunidades para troca de idéias e experiências. Mas, notei que na maioria das vezes, os assuntos abordados são relacionados à nossa rotina: casa, trabalho, marido, filhos... Talvez por falta de tempo ou oportunidade não conversamos sobre temas diferentes.

Foi então que durante um encontro com amigas, surgiu a idéia de “inventar” esse lugar. Nasceu daí o Jogo de Damas, que nada mais é do que uma roda de conversa entre mulheres onde são colocados em pauta temas variados que levem a reflexão. Nele, encontrei a possibilidade de externar tudo aquilo que minha mente inquieta pensa! A diferença é que contamos com a presença de uma mediadora que organiza e direciona a conversa.  Com o tempo me identifiquei tanto com esse projeto que resolvi fazer um curso de mediação e assumir a responsabilidade de transformar o Jogo de Damas em algo maior. A idéia é que ele possa chegar a outras mulheres interessadas em discutir idéias, ouvir o ponto de vista de outras pessoas e, principalmente, mudar de opinião!